Não, a tecnologia (sozinha) não irá destruir o Estado

Antes de tudo, preciso ressaltar que escrevo "Estado" com maiúscula por causa dos leigos, que podem ficar confundidos ao lerem com minúscula.

Tomem cuidado com o Peter Turguniev, liberal não é de confiança. Vejam o vídeo onde ele diz que a nota de 200 Reais não é sinal de inflação. Que a inflação já ocorreu faz tempo. Então por que estão imprimindo notas de 200 Reais agora? Qual a necessidade? Enfeitar?

Sempre que surge um assunto muito sério, ele passa um pano e diz que não é grande coisa, depois ele disfarça dizendo que os membros do Estado estão desesperados, pois estão perdendo poder.

Vocês já se perguntaram:
Quem é Peter Turguniev?
Será que Peter Turguniev não é mais um Rafael Lima?
Será que Peter Turguniev não é mais uma Joice Hasselmann?
Será que Peter não é mais um daqueles que são ou foram financiados "por fora" pra levarem o gado (atualmente o meio libertário) na maciota, ganhando tempo para o Estado (já que na democracia tempo é poder)?

Esse senhor tem-me uma forma de abordagem minimamente duvidosa. Sempre que as pessoas começam a apontar o dedo numa determinada direção, ele entra em cena e diz "Ah, isso não é nada, é isso aqui que está acontecendo", como se estivesse tentando desviar o foco.

Vejam a linha do tempo de 2013 pra cá: por acaso os políticos e os burocratas parecem desesperados pra você?

Digo isso por que desde meados de 2014 vejo todo o tipo de gente se dizer defensora da verdade, defensora da moral cristã, levantar bandeiras, debater ideias, e no final essas pessoas apenas tiraram proveito financeiro da situação ou entraram para a política. O mais engraçado é que as coisas funcionam em ciclos. No começo era a vez da direita, o "gigante" que acordou, aí veio o Ipeachment. O Impeachment não deu certo, depois veio a vez dos intervencionistas militares, agora os holofotes estavam neles, foram protestos e mais protestos, na frente dos quarteis, na paulista, em todo tipo de ambiente deserto, sempre aos domingos e feriados, e sempre protestos pacifistas, Lives e mais Lives de militares da reserva durando 3, 4 horas seguidas, conscientização em massa no Facebook, no Twitter, no Instagram, resultado: assim como os impichimistas, esses últimos compraram tempo para o Estado.

De repente os liberais ganham espaço, Amoedo pra cá e pra lá, de repente surge um "incidente" com o Bolsonaro e depois disso ele ganha as eleições. Agora é a vez dos libertários, o canal do Rafael Lima cresce, descobrem que ele é soça, o canal do Porto cresce, do Kogos cresce, do Peter cresce, outros canais crescem, máscaras caem: Paulo Kogos que um dia se declarava anarcocapitalista, agora é libertário bolsonarista (wut?), Porto arranja treta com MGTOW (Kogos também tinha arranjado), Peter Turguniev declara que vai votar em Bolsonaro sim e acabou (embora ele já venha dando sinais de ser meio soça faz tempo). É máscara caindo pra todo lado, máscara sendo arremessada, máscara sendo chutada, de repente estamos todos sendo forçados a usarmos máscaras!

Você por acaso está vendo o Estado acabando por causa da tecnologia descentralizada? Cara, a censura só está que aumenta, a desinformação também, desiludam disso de que o Estado vai acabar através da descentralização tecnológica, elas ajuda, mas ela sozinha não vai fazer nada. As pessoas precisam seguir um caminho espiritual legítimo (através de uma filosofia, não de uma religião) focado na evolução do indivíduo, como ocorre no panteísmo, como ocorre no yoga, como ocorre no cristianismo esotérico. Uma filosofia espiritual que não implique em brigar pra defende-la, e então podem unir isso aos conceitos de ética explicados pela Escola Austríaca de Economia, como a defesa do direito de propriedade através de armas. Não que eu esteja dizendo que as religiões não prestem pra nada. Os espíritas tem por princípio a caridade, a Igreja católica também é caridosa, ambos possuem uma filosofia admirável, e onde está o problema então? No fanatismo, na falta de questionamento.

Somente no dia em que as pessoas pararem de se digladiar por ideologias, credo e por qualquer outro assunto, é que o Estado automaticamente vai diminuir, mas não acredito que vá sumir, por que conflitos e gente ignorante sempre existirão, e o Estado se alimenta da ignorância de pessoas agressivas.


Não esperem que a tecnologia acabe com o Estado ou reduza o tamanho dele (sozinha), uma vez que a mesma é a principal ferramenta de lavagem cerebral utilizada por esses psicopatas. Vejamos as criptomoedas: As mesmas corretoras que surgiram como um alívio pra quem queria aprender como utilizar criptomoedas, hoje estão sendo ferradas pelo próprio gado, o gado está pedindo regulação em cima delas, até elas mesmas estão se dizendo coniventes com o Estado.

O Facebook a cada dia virando um antro comunista, já as redes sociais como a GAB e a MINDS descentralizadas são ambientes com liberdade de expressão, mas possuem baixíssimo tráfego, sendo a MINDS muito mais livre do que a GAB, mas pouquíssima gente a conhece, e tais redes sociais estão tendo pouco destaque por quê?
Por que o Google é o monopólio das buscas! Quantas pessoas utilizam outros mecanismos de buscas? Lá em 2005 a gente ainda utilizava o Yahoo, o Cadê, o Aol, o Buscapé, dentre outros, hoje a gente só usa o Google! A raiz de todo o mal da censura na internet está no corporativismo de empresas como Google e Facebook, por isso que a cada dia somos censurados cada vez mais.

As pessoas estão acomodadas demais, se quisermos que a tecnologia descentralizada quebre essa subcultura lacradora, precisamos voltar a cultuar princípios e valores morais dignos, precisamos incentivar o empreendedorismo, precisamos incentivar o desenvolvimento pessoal, precisamos incentivar a prática espiritual, seja lá qual credo a pessoa adotar, contanto que ela não encha o saco dos outros.

Será que vocês não enxergam? O problema não está nas ideias a serem defendidas, o problemas não está em seguir Fulano, Ciclano ou Deltrano: o problema está em nós. Podemos sim debater ideias, podemos sim ensinar praxeologia, podemos sim falar de ética e de moral, mas e quanto a nós mesmos? Nosso mundo interno? Por que nos preocupamos tanto em ensinarmos as pessoas a viverem, se nós mesmos não estamos fazendo a nossa faxina interna?

Não é preciso decorar 100 livros de libertarianismo pra entender que o Estado é uma organização criminosa. E aliás, o que os libertários querem? Não é serem deixados em paz? Tudo bem, mas como os libertários serão deixados em paz se eles se aprazem de uma filosofia materialista? Eu não tenho medo de falar:
A Igreja Católica 'foi uma verdadeira ditadura do pensamento, mas o que ocorre graças ao ateísmo e a lacração espiritualista é muito pior.

Por um lado você tem militantes que ridicularizam e atacam qualquer um que fale de espiritualidade, por outro lado você tem o grupo Glu Glu da Seita de Gaia que mistura política com espiritualismo.

A única coisa que deveriam ter feito era provar que espiritualidade é algo descentralizado, não era pra atacar o assunto "espiritualidade" ou pra transforma-lo em um meme. Deve-se expor apenas as mentiras e depois apontar o caminho para que a pessoa comece a se desenvolver e então se encontrar.

Você não precisa de uma Igreja ou da Bíblia pra provar pra você mesmo que Deus existe, embora a Igreja e a Bíblia tenham sim seus méritos. Toda doutrina religiosa no mundo deve ser usada apenas como caminho para agilizar a evolução de cada um, não deve ser utilizada da mesma forma que se utiliza uma ideologia. O ser humano é dotado de racionalidade, mas a partir da hora em que ele adota um extremo, seja esse extremo religioso, místico ou ateísta, ele se perde.

Estude sobre a filosofia do Novo Pensamento e sobre os princípios herméticos, isso te fará compreender essa realidade tal como ela é, você irá descobrir as mentiras tanto das religiões, quanto das ideologias e das mais diversas filosofias, mas é claro, isso é apenas um ponto de partida, o restante do trabalho você deve fazer dentro de você, depois você verá que toda essa briga atual (seja pelo motivo que for) é inútil.

0 comments: