Chega de professores de filosofia e história! Chega de autoridades!

Este artigo é uma resposta ao vídeo "Conselho para um jovem estudante • Leandro Karnal":

De todas as pessoas do mundo para as quais esse menino poderia enviar uma carta, ele vai enviar logo para o Leandro Karnal. A pergunta é "Devo fazer filosofia ou história? Mas não me importo muito com dinheiro".
Se fosse eu respondendo:
Nem filosofia, nem história, primeiro por que filosofia não é algo que se aprenda em universidade, filosofia é um caminho individual, quer que o Estado te ensine a pensar? Sim? Quer acabar igual ao Leandro Karnal então? Entendedores entenderão.


Segundo por que a História é contada por quem venceu a guerra, ou seja, mais uma vez você vai deixar o Estado te educar, e hoje não é mais novidade pra ninguém que as matérias de humanas são as que possuem mais doutrinação estatal, entupidas de viés ideológico. Quer estudar história? Tenha um caráter investigativo, leia o que todos os lados tem a dizer, não apenas o que uma instituição vai te ensinar. Quer estudar filosofia? A mesma coisa de se estudar história.


Então o que você deve seguir como carreira? Qualquer tipo de profissão atemporal que não envolva contar mentiras (ou seja, nem pense em cursar ciências sociais) e que está sempre sendo exigida pelo mercado, exemplo: saber falar 2, 3, 4 idiomas além do português e do inglês vai te ajudar a arranjar trabalho em diversas áreas, saber mecânica, saber eletrônica, saber pintura, saber desenho, saber empreender, saber qualquer coisa que realmente seja necessária para melhorar as vidas das pessoas, ao invés de fazer algo simplesmente por um diploma e status, ao invés de fazer algo só pra usar um terno e ficar sentado numa cadeira pagando de intelectual, querendo ensinar os outros a viverem.


Quem já leu Pai Rico, Pai Pobre entende do que estou falando.
O Leandro Carnal do auge de sua arrogância ignorou o ponto central da pergunta e simplesmente mandou o garoto ouvir os pais dele e pensar em dinheiro, depois ainda ousou falar em inovação, mas usando a mesma mentalidade de 50 anos atrás e que perdura até hoje, a mentalidade de que hoje as pessoas preferem ouvir as autoridades do que ouvirem a razão, logo, estamos todos trancafiados em casa, nos lugares que podemos sair somos obrigados a usarmos máscaras como focinheiras.


Respeite seus pais, mas saiba que geralmente o máximo que nossos pais conhecem é a necessidade por estabilidade. Aprenda a questionar as coisas de forma investigativa, estude o mercado, estude praxeologia, estude sobre marketing e vendas, faça um teste de personalidade e um teste vocacional, busque aprender coisas novas sobre assuntos que você desconhece.

Faça assim e você conseguirá escolher uma carreira decente, mas pelo amor de Deus, chega de professores de filosofia e de professores de história, o mundo está precisando de pessoas que pensem por elas mesmas.

0 comments: