A idolatria a Lula e Bolsonaro, e a militarização política do Brasil

Bolsonaro é o ressuscitamento da cultura militarista no Brasil, basicamente a porta de entrada pra próxima ditadura. Isso começou com o Lula. Lula e Bolsonaro são dois projetos de poder da maçonaria para o Brasil, pois desde que Lula estava concorrendo havia aí o início de um messianismo no Brasil, observem que nenhum outro presidente, depois de 1985, com exceção do Lula e do Bolsonaro teve pessoas o idolatrando como se ele fosse o Jesus encarnado, e isso é perigosíssimo, pois todos os ditadores da história começaram assim. Quando eu olho para o Bolsonaro a figura que ele mais me lembra é o Mussolini. Se ele fosse bonzinho, no máximo ele lembraria um Pinochet, por que comunista tem mais é que aprender a voar de helicóptero mesmo, mas ele não é.

Resta saber se dessa vez a ditadura será comunista ou de um tipo mais brando como a última de 1968 (o que não deixa de ser uma violação aos direitos jusnaturalistas), mas como as pessoas em sua maioria hoje são contra as armas e, contra ou sem Deus, bem como estão perdidas numa subcultura hedonista e num pacifismo que chega a ser um retardo mental, tudo está apontando para o comunismo. Sim, comunismo por que as pessoas já nem pensam mais, estão apenas existindo e sendo guiadas em direção ao matadouro, como gado.

A militarização da política no Brasil avançou em 1964, mas o golpe de Estado vem desde 1822, quando forjaram o império brasileiro da noite para o dia, preparando caminho para a república. Sim, forjaram, adulteraram os livros de história para sustentarem um sistema que é uma fraude, pois a partir da hora em que uma monarquia deixa de ser absolutista e passa a ser uma democracia, acabou a soberania cultural do país, o país se torna refém da elite maçônica internacional, e isso aconteceu no mundo inteiro, não há hoje uma única monarquia absolutista no mundo.


Há um projeto de poder no Brasil que consegue ser pior até do que o nazismo. Os militares brasileiros criaram uma identidade política pra eles, coisa que nem mesmo os nazistas fizeram. Não se mistura militares com política, isso não existe, não dá certo isso, são duas áreas completamente distintas. A partir da hora em que se introduz militares na política, é de se esperar que eles farão as coisas na política da mesma forma que eles fazem no meio militar, ou seja, tudo pela imposição. Não é à toa que durante o período militar quem falava mal do governo, ou participava de qualquer coisa contra o governo, desaparecia na calada da noite.

Os militares brasileiros se colocaram como uma espécie de "pais fundadores" (ou "re-fundadores, por assim dizer) dessa terra, como messias, como os caras bonzinhos que salvaram o Brasil das garras do comunismo. Certo, e por que eles deixaram as escolas e universidades se entupirem de comunistas então? E por que toda a base governo durante o período militar era composta por civis comunistas do governo de João Goulart? Está mais do que claro, eles nunca salvaram nada, eles só adiaram o projeto comunista por que em 1964 as pessoas estavam revoltadas e estavam havendo conflitos armados entre revolucionários e civis, basta a gente lembrar de que Jango tinha mandado confiscar as terras das pessoas, inclusive muitos militares são e sempre foram donos de terras no Brasil, fazendo parte da elite oligarca, mais um motivo pra eles terem feito a intervenção.

Não se enganem, aqueles que fazem parte do Estado não querem o bem de vocês, se quisessem não os tratariam como propriedades deles, os deixariam em paz para cuidarem das suas vidas. Para o Estado você não passa de um escravo e a democracia moderna é um sistema positivista que foi criado com o propósito de substituir Deus pelo Estado, qualquer pessoa que a defenda ou é uma pessoa desinformada ou é uma pessoa que acredita que pessoas inocentes devam ser agredidas em prol do sistema, em prol do bem maior, isso é loucura. A única forma de se defender disso é através de cultura espiritualizada, ética e com valores morais fortes, quem mais chegou perto disso foram os americanos da época da independência dos Estados Unidos: Deus, Bíblia, Liberdade e Armas. Não é à toa que nos EUA hoje houveram estados que sequer fecharam no lockdown, continuaram funcionando.a

0 comments: